De 2006 à 2014: a trajetória dos brasileiros no ICPAPH

  • Claudia Alberico Universidade Federal do Paraná
  • Felipe Cureau
  • Paola Duarte
  • Priscila Gonçalves
  • Grégore Mielke
Palavras-chave: Pesquisa, Academias e institutos, Eventos científicos e de divulgação

Resumo

A participação em eventos científicos é uma oportunidade para muitos pesquisadores trocarem experiências, ideias e criarem parcerias. Com o objetivo de ampliar a discussão sobre questões relacionadas à atividade física e saúde pública, foi criado o International Congress on Physical Activity and Public Health (ICPAPH). A pesquisa epidemiológica em atividade física e saúde cresce no Brasil, assim como a participação de brasileiros em sociedades e eventos internacionais. O objetivo deste estudo é descrever a participação de brasileiros em todas as edições do ICPAPH realizadas até 2014, ano em que o evento foi realizado no Brasil. Através da análise dos anais dos congressos, assim como informações obtidas através dos presidentes de cada edição e relatos de brasileiros, observou-se que a participação do Brasil ocorre desde a primeira edição em 2006. Cerca de 2% da participação geral de palestrantes tem sido de brasileiros, assim como 5% das apresentações de trabalhos, com aumento dessas participações na edição realizada no Rio de Janeiro (14% e 40%, respectivamente), o que se esperava devido à grande participação de congressistas locais em todas as edições do evento (2006=68%, 2008=14%, 2010=48%, 2012=60% e 2014=32%). Sendo assim, apesar do crescimento na participação de brasileiros neste evento internacional, estratégias de incentivo à participação de pesquisadores brasileiros em outros eventos de discussão internacional e de fomento à pesquisa na área de atividade física e saúde pública devem ser elaboradas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
11-05-2015
Seção
Artigos Originais